Ponto De Arist Teles

Imitando fotos tumblr de iniciantes na fotografia 13 truques legais com palha de coqueiro

Todos os objetos do ativo fixo (FA) são o exame médico sujeito e a uma obsolescência, isto é abaixo da influência de vários fatores perdem as propriedades, ficam inúteis e não podem executar as funções além disso. O uso físico pode compensar-se parcialmente devido consertar, reconstrução e modernização. A obsolescência mostra-se isto o ativo fixo segundo todas as características admite às últimas amostras. Por isso, periodicamente há uma necessidade da substituição do ativo fixo, especialmente a sua parte ativa. Assim na economia moderna a necessidade de definição de fator principal da substituição é a obsolescência.

A segunda forma de uma obsolescência — redução de preço dos meios funcionam de trabalho em consequência de introdução em produção de equipamento novo, mais progressivo e econômico. Os novos carros podem ser mais produtivos, isto é para uma unidade do tempo por eles é possível deixar sair a quantidade maior da produção. As modificações de características qualitativas e as propriedades de consumidor de produtos são possíveis. Fornecendo oportunidades da introdução da economia de motivação de tecnologia mais progressiva de recursos materiais, a melhora de condições de trabalho pode ser uma de vantagens do novo equipamento. O aumento da eficiência de novas amostras do equipamento também pode ser resultado da economia de áreas ocupadas, a melhor confiança e rentabilidade na operação, um remontosposobnost maior etc. Disso a operação de velhos carros fica não proveitosa que causa a necessidade da sua primeira substituição.

Os custos de capital da reprodução do ativo fixo têm o caráter de longo prazo e executa-se na forma de investimentos de longo prazo na nova construção, em expansão e reconstrução da produção, na modernização e no suporte de capacidades das empresas operacionais.

A circulação do ativo fixo inclui 3 uso de fases, depreciação e compensação. O uso e a depreciação ocorrem no decorrer do uso de produção de ativo fixo e compensação — em consequência da sua criação e restauração. No processo de elementos de uso de meios do trabalho fisicamente desgastam-se, as suas propriedades técnicas pioram. Lá vem o assim chamado uso mecânico, por isso, os meios do trabalho perdem a capacidade de participar na produção da produção. Em outras palavras, os seus potrebitelny custam reduções. O ativo fixo expõe-se ao uso físico não só devido ao seu uso produtivo, mas também abaixo da influência de forças de natureza. Tanto no decorrer do funcionamento, como no momento da inação abaixo da influência de condições atmosféricas, as ações graduais, destrutivas de um metabolismo natural lá são uma corrosão metálica, a podridão de uma árvore, isto é as partes separadas do ativo fixo deformam-se e caem. Os meios do trabalho podem falhar e em consequência de tal força majeure como os fogos, inundações, terremotos e outras catástrofes naturais.

As cargas de depreciação chegam ao acordo consideram e passam-se diretamente da conta de acordo do financiamento de novos investimentos de capital no ativo fixo ou vão a investimentos financeiros de longo prazo, à aquisição de construir materiais, o equipamento, e também ativos intangíveis.

Edifícios – os objetos arquitetônicos e os objetos de construção destinam-se para a criação de condições de trabalho necessárias. Os casos de produção de lojas, armazém, garagens, armazém, laboratórios de produção, etc. pertencem a edifícios.